• Daniel Moura

Terra Nova

Updated: Jul 22, 2020

Existe um sulco dentro de mim

como uma fenda num solo árido

de uma planície.

Machuca muito

dói muito.

Há sempre uma alegria

que compense esta ferida

feita de feridinhas distintas.

Mas cada tristeza que vem

a aumenta um pouco

e intensifica a dor.

A cada esperança

de um sol novo e só

há uma esperança

por uma desesperança

por uma nuvem escura

por outra nuvem escura

e mais . . .

Para todo verão

um inverno.

E não há jeito

não há maneira de dizer

que preciso de tratamento

de um engenheiro

porque sou terra nova.

Com o esquecimento

a monotonia de mim mesmo

a fenda se alargando com as erosões

tristeza maior

alegria menor

gente pisando sobre mim...

eu sempre abaixo dos olhos.

Quando vier o engenheiro

serei um abismo

e no meu colo

passará um rio

que lavará a minha alma

e carregará para o mar a minha dor. . .

Daniel 18/12/1974

35 views0 comments

Recent Posts

See All