Pages Navigation Menu

Urgente: Sinais eminentes da volta de Jesus.

MUDANÇA DE IGREJA: Pode ser “bênção”, ou “maldição”

-->
Para onde eu vou?
Para onde eu vou?

Crentes migrando de igreja para Igreja. Porquê?

EXISTEM:
a) Motivações corretas. (Pelo Espírito Santo)

b) Motivações enganosas. ( ? )

 Na realidade existes duas raízes motivacionais:
A) Raiz santa
b) Raiz de engano

“A quem interessaria este assunto?”      

 Não a pessoas que passaram por isto levianamente.

Eles ja passaram por um processo de auto convencimento. Precisam ter a “segurança” de que estão completamente certos. Caso contrário, desmoronariam diante da possibilidade terem cometido um engano.
Aliás,  no processo, declaram suas razões com tantos argumentos “fortes”que se sentem sem forças para admitir um engano. A nobreza de perceber um engano e dar um passo de volta à vontade de Deus no seu chamado, é esmagado pelo emocional que foi ferido e tanto feriu.

Possivelmente, precisarão renovar seu argumentos para migrarem para terceiras ou quartas igrejas.

Captura de Tela 2014-04-28 às 10.32.43

.

Mas, e se a motivação veio de uma raiz “SANTA”

Então, com certeza se interessarão por este assunto. Pois os que são motivados realmente pelo Espírito Santo de Deus, primeiro tem paz com os irmãos da antiga igreja, e segundo, buscam coisas profundas, e estudarão este assunto.

Para quem mais pode ser interessante?

Para pastores, que não estão entendendo a mudança na igreja do Senhor Jesus.
Pastores ou mesmo simples ovelhas que estão percebendo o desencadear eminente e próximo das profecias para os finais dos tempos.

Estes com certeza estão percebendo os sinais em todas as áreas, tanto na sociedade, na família, na natureza, na desintegração da moral e do caráter, e também dos sinais descritos dentro da própria igreja.

biblia-2

Condição básica para estudar este assunto: 

É preciso integridade completa de coração e espírito.

Buscar a vontade de Deus com integridade completa. Aliás um quase “desespero” para entender o projeto de Deus para sua vida, e pagar o preço para estar no centro da vontade de Deus.

Em resumo, um real temor de Deus.

É muito doído, e até agressivo emocionalmente admitirmos a possibilidade de termos errado em situações vitais para nossa vida cristã. Como pastores  precisamos nos examinar continuamente. Mas, por outro lado seria sempre mais confortável não preocuparmos com isto. Simplesmente ir levando como se tivéssemos razão em tudo.

Portanto:

Para que ninguém fique constrangido, dividiremos este assunto em dois artigos. Só irão para a segunda parte os que realmente estiverem interessados. Então poderemos falar claramente sobre tudo.

Nos seguirão:

  • Os que tiverem sede de entender este fenômeno tão terrível para a Igreja, e diferenciar os falsos profetas que manipulam estas situações,
  • Os que entendem que o temor do Senhor é o princípio de sabedoria, e são levados por este temor a estudar, examinar qualquer assunto que diga a respeito à vida cristã,
  • Os “olham para as nuvens” e percebem os sinais,

Estes nos acompanharão nesta discussão crucial para a igreja. Para a vida cristã e para entendimento dos dias em que estamos vivendo.
Dias de precursores da volta de Jesus sedentos de se aprofundarem em santidade.

Aos que continuarem conosco vamos analisar: a) Porque novos convertidos passam tempos e até anos em grande fogo de Deus, depois esfriam e pulam fora do barco. b) Resultados nas suas vidas c) O papel dos falsos profetas. d) “Shopping” onde se pode escolher pastor para tudo o que é gosto.

Pr.Eliseo Alberto Batiston

Um homem sofrendo, mas decidido a entender os tempos finais que estamos vivendo, e apressar a vinda do “REINO DE DEUS” definitivamente para esta terra.

2 Comentários

  1. Pr. Eliseo,

    O que tenho aprendido na minha caminhada cristã, é uma vida de renúncias, de trato de Deus, e mesmo nos tempos mais difíceis, saber ouvir as pessoas certas, aquelas que de fato me amam de verdade, e querem o melhor para a minha familia.
    Assim, tenho buscado manter o foco em Jesus e através e com a minha familia crescer em unidade.
    Estamos agora, em familia, num tempo de oração diária a noite, um propósito que só cessará quando Jesus voltar, a fim de firmamos nossa familia na rocha que é Jesus. Entendemos que se como familia não orarmos todos os dias juntos, não subsistiremos, pois o objetivo do inimigo é destruir as familias. Pastor obrigado por você ser o pastor da minha familia juntamente com os demais pastores da igreja, todos com a sua importância específica e bem definida em nossas vidas. E mais, não esqueça de orar por nós. Abraço.

    • Glória a Deus Yuri.
      Você e sua família são um “farol” para muitas famílias desta geração.
      Deus os abençoe.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *