Pages Navigation Menu

Urgente: Sinais eminentes da volta de Jesus.

IGREJA! Três conceito para: “Igreja do Senhor Jesus”

-->

É preciso entender o que a bíblia diz “ser igreja”.
Conceito pessoal, universal e congregação.

IGREJA:

Premissa 1: “Cada um de nós somos a Igreja”. 

 

Esta verdade não pode ser mudada:

–> Somos templo do Espírito Santo. Habitação do Senhor.
(I Cor 3:16 e 6:19)

–> Quanto ao sermos “Filhos de Deus”. João 1:11 e 12

–> Quanto a sermos objeto de particular cuidado do Senhor.

–> A igreja somos nós. Pessoas. Cada um, pessoalmente.

–> Foi pessoalmente por cada um de nós que o Senhor Jesus morreu.

–> EU SOU IGREJA.

Pessoa orando a

EU E VOCÊ SOMOS IGREJAS VIVAS

Considerações

necessárias:

                • (É fundamental entendermos esta verdade: “O que é realmente a igreja do Senhor Jesus”.)

    • Sendo eu “igreja”, devo entender a responsabilidade de minha vida pessoal com Deus.
    • É importante atermos para tudo o que a bíblia fala sobre Igreja, o corpo de Cristo.
      • Todos os homens de Deus que influenciaram as gerações, todos eles, proclamaram a “busca pessoal” e “como grupo” da intimidade com Deus”. Proclamara a busca do conhecimento de Deus, e a obediência a seus princípios divinos.

Da mesma forma, não podemos ignorar o conceito  de “igreja” como um grupo de pessoas, nascidos de novo, onde Jesus é proclamado, as pessoas são edificadas, possuem um desejo de glorificar a Deus que muda suas vidas. Então Deus coloca um responsável para servir a esta porção do “corpo de Cristo”, zelar pelas ovelhas e providenciar alimento espiritual, e cobertura de oração e intercessão.

Hebreus 13:17 : Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossa alma, como aqueles que hão de dar conta delas. para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.

  • Vemos claramente que como todo o Reino, o Reino de Deus tem seus princípios, sua linguagem, sua maneira de se guardarem uns aos outros, ou seja, tem normas, comuns a um “reino”.
  • A da natureza caída trouxe um espírito de independência para o homem. Sua vida passou a ser influenciada pelo ego, e pelas setas do inimigo.
  • As consequências são mostradas claramente no livro de Juízes, onde “cada um procurava viver de acordo com o que achava no seu coração”.  Ainda, esta bem clara, onde cada um até deseja “ser igreja” do Senhor Jesus, se proclama como Igreja, mas quer viver segundo o seu próprio entendimento, e tenta fugir dos princípios de “Reino de Deus segundo o seu próprio coração.
  • Aqui, pode estar uma raiz de grandes apostasia que tenta entrar no reino de Deus, principalmente, diz a palavra, nos últimos dias.

Premissa 2: A Igreja Universal

Casamento a

Quanto à Igreja, noiva do cordeiro, são todos os  nascidos de novo, nascidos do Espírito. Os que entregaram sua vida à direção do cabeça da igreja: Jesus.

 

É um grande povo em torno de toda a terra.

 

  • Um povo com linguagem, princípios de Deus, apaixonado pelo seu Criador, Salvador e Senhor.
  • Povo que tem um cultura própria, baseada nas escrituras, com princípios de vida ditados pelo Criador.
    A Ele, o Senhor, dedicam suas músicas, suas artes, suas vidas.

Na congregação vivem em comunhão, aperfeiçoando-se uns aos outros, e apreendendo a conviver em amor, perdoar, amar, auxiliar, suportar e tudo o mais que deve ser o proceder do cristão maduro.

Enquanto isto este povo propaga com todas suas forças a “salvação em Jesus”, o “Ninguém vem ao Pai senão por mim”.

Este povo vive para glorificar ao Criador, Salvador e Senhor.
Propaga a remissão e salvação realizada pelo cordeiro no Calvário.

A verdadeira igreja tem consciência plena que não existe outra esperança.

Considerações necessárias:

Não há outro caminho. O ser bom, o fazer muitas obras, não geram vida. Não paga pecados. Não gera vida eterna em nós.

Jesus é o único caminho, a única verdade, a única vida, e vida eterna.

Premissa 3: A Igreja, como a reunião de uma porção do povo de Deus.

Povo de DeusCongregação ou grupo de pessoas reunidas pelo Senhor Jesus, com missão e objetivos específicos determinados por Deus.

Sim, todos estão dentro de um contexto, com características especiais para determinada tarefa, em determinados lugares, que podem ser uma cidade, um país, etc.

Por exemplo: Propagara a palavra, levar uma cidade a Jesus. Mudar a realidade de uma região, país cidade. Libertar os cativos que estão buscando verdade reais para crer, etc.

Este é um conceito muito importante e não depende de templos, de prédios ou de denominações.

  • Pode, e geralmente usar prédios para reuniões, ensino, etc;
  • Mas isso gerou uma confusão na mente das pessoas. O Local, a placa, a casa, a construção não é a igreja em si.

A palavra de Deus nos fala muitas vezes de  “congregação”:

  • Lugar onde as pessoas se reuniam para adorar juntos. Receberem instruções. Serem ministrados juntos.
  • Buscavam a Deus juntos, como no cenáculo, na casa de Cornélio, ets.
  • Todos recebiam ensinamentos práticos para sua vida, como casamento, mordomia, etc. Além de terem comunhão e repartirem as experiências.
  • Citada em toda a bíblia, como tenda da congregação, congregação dos santos, congregação dos justos etc.
  • Hebreus fala de cantar louvores no meio da congregação (Hb .2:12)
    Fala ainda de “não deixar a nossa congregação como é costume de alguns, antes nos admoestando uns aos outros, e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele Dia”.
  • Ali entendemos o que é “circuncidar” o nosso coração, e não nossa carne ou nossas vestes. O que morte do Ego, obediência, e tudo o mais do que Paulo enfatiza tanto.
  • Os filhos formam o caracter de Cristo pela convivência entre todas as famílias. Um dia apreenderão a escolher o “Senhor” como segurança e prazer.
  • Na congregação e no buscar pessoalmente somos formados “Sal da Terra, Luz do mundo.
  • Ainda existem muitas outras funções  e propósito para a reunião do povo de Deus.

Considerações finais:

Muitas vezes vamos usar a palavra “igreja” neste BLOG.

Estaremos estudando o que é “viver em comunhão” de vida, de fé, de princípios.

Falaremos das virtudes, comportamento da igreja, virtudes da igreja, e também dos erros comuns no seio da igreja, pecados na igreja, por onde entram os escândalos e a apostasia, repreendidas tão duramente pelo Senhor Jesus.

Acrescente a tudo isto, a realidade dos sinais se multiplicando, cada dia mais claros, tanto na natureza, como na política, como todas as áreas, principalmente na igreja.

Se Você se colocar no lugar de Juiz da Igreja, difamá-la ou afastar filhos de Deus da Igreja por causa dos seus pensamentos próprios, cuidado. Podemos até fazer analogia  com a Arca… tinha muito “animal barulhento, fedido, etc dentro da arca, mas fora dela era a morte pelo dilúvio.”

Espero, no mínimo, abrir a sua mente para estudar a palavra. Abrir a mente e o espírito para entender e receber aquilo que Deus está falando e fazendo hoje. Discernir os tempos finais que estamos vivendo.

Deus nos abençoe.

Pastor Eliseo Batiston
Um pastor que busca se apaixonar pelo noivo Jesus;

Um Comentário

  1. Gostei muito das informações quanto igreja. Mas tenho duvidas quanto em como me comportar diante de uns problemas. Pode me orientar?

    SIMONE: tentarei de dar um orientação por e-mailesta semana… Obrigado.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *